Coimbra (Portugal)

Coimbra, fundada em 1111 foi Capital de Portugal antes de Lisboa. Na verdade a cidade não estava em nossa meta de viagem. Mas trata-se de parada estratégica entre Lisboa e Porto. Estivemos na cidade apenas de passagem, não ficamos mais do que oito horas no local. Linda cidade de ruas estreitas, muitos pátios, escadarias e arcos medievais. A visita limitou-se a alguns pequenos passeios de carro, um almoço do jeito que eu gosto (batatas e sardinhas na brasa regadas no azeite com um bom vinho de mesa) em uma das tascas da Praça Oito de Maio. Fora isso, muitas caminhadas, um povo simpático e uma arquitetura invejavelmente preservada.  Quer se programar? O melhor dia para visitar a cidade é na festa de 4 de Julho Santa Isabel de Aragão



Classificada pela Unesco como Patrimônio da Humanidade desde 2013, a Universidade de Coimbra (1290) deve ser o principal ponto de visitação na sua viagem à cidade. Aqui estão cerca de 30 mil estudantes de 90 países.  Quase 1/3 de toda a população da cidade tem relação com a U.C. (um Orgulho Português). Figuras ilustres como Eça de Queiros e Miguel Torga passaram por esta importante instituição pública.  Para se ter uma ideia de como funciona a coisa, faça uma Visita Virtual à Torre da Universidade de Coimbra (Link em Alta Resolução). Conheça também o Pátio da Universidade de Coimbra em 360º (Link em Alta Resolução). Veja a opinião dos Brasileiros que aqui estudam (vídeo). Em tempo: Não deixe de visitar a Capela de São Miguel





O Mosteiro de Santa Clara-a-velha tem sua data de construção em 1314. Erguido em estilo Gótico é o mais importante monumento no gênero em Portugal. Patrimônio Nacional foi totalmente remodelado com obras que duraram de 1991 a 2008. Pesquisas arqueológicas revelaram jóias dos Mouros, Turcos e Romanos. Vale à pena a visita. Programa uma visita no "site oficial do Mosteiro". Veja um excelente vídeo sobre o museu (youtube).




A Sé Velha de Coimbra, do século XII, é considerada uma joia do Estilo Românico Português. É a única catedral portuguesa construída na época da Reconquista, cuja estrutura chegou intacta até os dias de hoje. Não deixe de visitar. Parece pequena por fora mas é grandiosa em seu interior. Visite o Site oficial e veja a majestosa parte interna da Sé.  Confira este vídeo sobre sobre o monumento (youtube).




O Rio Mondego, nasce na Serra da Estrela e alcança o mar na região de Figueira da Foz. O mais importante rio da região, corta a cidade de Coimbra trazendo beleza e preservando a história local. Vale à pena conhecer as pontes em Coimbra que cruzam o Mondego, sendo: Ponte Portela, Ponte Rainha Santa Isabel, Ponte Pedro e Inês, Ponte de Santa Clara e a Ponte do Açude.




 



Praça Oito de Maio. Lugar para visitar o Mosteiro de Santa Cruz. Recomendo sentar na movimentada praça, apreciar a arquitetura, ver o dia-a-dia das pessoas e, lógico, comer ima iguaria portuguesa, os petiscos de caracóis com cerveja em uma boa tasca dos arredores, pois ninguém é de ferro. 









Quinta das Lagrimas, um oásis em Coimbra. É um belo lugar para se visitar (sem chuva). A Quinta das Lágrimas deve o seu nome ao romance entre a Dama Inês de Castro e o príncipe D. Pedro. A romântica tragédia registra neste local a morte da Bela Inês. A Fonte dos Amores integra-se hoje à um belo parque arborizado com espécies centenárias, ruínas medievais, tanques e regatos agradáveis. O ingresso custa algo em torno de EUR$ 3,00. Ne verão funciona de Terça a Domingo, das 10 às 17h00hs. Vale a visita. 








Caminhando por Coimbra, de um jeito ou de outro vai acabar chegando no Largo da Portagem, que fica junto à Ponte de Santa Clara, bem á beira do Rio Mondego. Esse local era ponto de passagem para quem fazia a ligação entre o Norte e o Sul do país. Aproveitando esta característica, este largo passou a ser usado para se cobrar os impostos sobre as mercadorias que passavam pela cidade. Originando assim o nome do local.





A Praça do Comércio é um lugar muito bom para beliscar e dar aquela desacelerada. Cafés, Restaurantes, Tascas, Lojinhas e toda a variedade dos costumes e da culinária portuguesa (com certeza). Como já tínhamos andado muito, paramos no meio da praça mesmo, nas mesinhas com guarda-sol. Acho que o nome do lugar era "Tasca BE51". Lugar tranquilo, com calçamento em mosaico português e sem o acesso de veículos. As praça é um enorme calçadão e ruas que a cercam são estreitas, cheias de arcos, ladeiras e escadas. Tudo muito antigo e conservado. 

Como disse no início deste post, depois, só depois de redescobrir a verdadeira Coimbra, aventure-se. Alugue um carro e conheça os arredores. É muito vantajoso. A fácil liberdade de dirigir em estradas bem conservadas te coloca em busca de novas fronteiras próximas à Como: Figueira da Foz (40 Minutos), Leiria (50 Minutos, Porto (80 minutos) , Fátima (80 minutos), Lisboa (2 horas), Serra da Estrela (01h50m) e as maravilhosas Aldeias de Xisto de Piódão (80 minutos). Aproveite. 

Dicas Importantes:
Atenção nas rodovias vicinais (estreias e mão dupla). 
Beba água, use protetor solar e um calçado confortável (vai andar muito).
Cidade de Origem: Lisboa
Cidade de Destino: Porto
Meio de Transporte: Automóvel (Alugado na Europecar)
Acorde cedo e aproveite a cidade.
Temperatura: O clima é temperado e agradável (Maio).

Distâncias à se considerar:
Figueira da Foz (40 Minutos mapa), 
Leiria (50 Minutos mapa), 
Porto (80 minutos mapa), 
Fátima (80 minutos mapa), 
Lisboa (2 horas mapa), 
Serra da Estrela (01h50min mapa), 
Aldeias de Xisto, Piódão (80 minutos mapa)

Gráfico de Temperatura anual em Coimbra:

Mapa de Coimbra no Google


Vídeo do youtube sobre a cidade


Espero ter ajudado.
Atualizado em Janeiro 2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário